Tratamento Para Idosos Em Casa De Repouso

Deseja saber mais sobre tratamento para idosos em casa de repouso? Se sim, então você está no artigo certo, confira abaixo todas as informações sobre o assunto.

Cuidar de idosos requer muita paciência, tempo e dedicação. Muitas vezes, um cuidador é uma pessoa muito próxima e tem uma conexão emocional com aqueles que precisam de ajuda contínua.

Alguns idosos ainda precisam de cuidados em tempo integral para as atividades diárias mais simples, como comer ou tomar banho. Os cuidadores são muitas vezes muito relutantes e atingem seus limites antes de procurar ajuda profissional e decidir colocar os idosos em uma casa de repouso.

Os motivos mais comuns de internações hospitalares entre os idosos são: limitações físicas e mobilidade limitada, demência com incontinência fecal e alterações comportamentais, além de falta de apoio social e baixa renda.

Mas o que você deve considerar ao escolher uma casa de repouso onde seus entes queridos passarão a maior parte do tempo? Confira abaixo algumas dicas para avaliar a melhor opção de casa de repouso.  

Tratamento Para Idosos Em Casa De Repouso

1. Equipe multidisciplinar

Em geral, os idosos são mais vulneráveis ​​e sofrem de diversas doenças, além da necessidade de se locomover e realizar atividades diárias.

Portanto, podem precisar de profissionais de diferentes áreas da saúde, como enfermeiros, médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos e assistência social.

Vale a pena conferir quais profissionais permanecem na casa de repouso diariamente ou semanalmente. Além disso, observe também se os idosos são monitorados diariamente.

2. Formalização de instituições

Escolher uma casa de repouso formal é crucial. Portanto, o estabelecimento deve possuir alvará de funcionamento sob os regulamentos de registro, registro de entidade social, regimento interno e fiscalização sanitária local.

A documentação pode ser obtida no próprio estabelecimento ou na autoridade sanitária da área. Vale a pena ver se ela está registrada no conselho de idosos da cidade.

Na admissão, o estabelecimento de enfermagem faz um contrato com o residente e/ou familiar. Este documento estabelece os direitos e obrigações das entidades em relação aos idosos. É importante ler todos os itens com atenção.

Tratamento Para Idosos Em Casa De Repouso

3. Instalações de observação

Antes da institucionalização, é importante observar as instalações do local, pois isso garante que os idosos sejam tratados com respeito e dignidade.

Entre os requisitos, é preciso verificar se a casa de repouso oferece segurança e privacidade. Por isso, é importante que os cuidadores e familiares verifiquem se a limpeza está sendo realizada corretamente.

Você também precisa verificar os arredores – iluminação, corrimãos, pisos antiderrapantes, barras de banheiro, escadas, luz natural e dicas visuais.

O quarto precisa ter campainha, espaço para cadeira de rodas móvel, guarda-roupa separado e você precisa observar o número de camas em cada quarto. Vale a pena examinar a disposição da mesa, como as refeições são servidas e como os alimentos são armazenados.

4. Respeito pela individualidade

Os idosos precisam de um local adequado para guardar e usar seus pertences pessoais. Ele também precisa ter liberdade para se envolver em interações sociais, por exemplo, é vital que suas práticas religiosas sejam respeitadas.

Tratamento Para Idosos Em Casa De Repouso

5. Fique atento à comida servida

Outra questão importante é saber como preparar e servir as refeições. Alguns adultos mais velhos têm restrições alimentares, como aqueles com diabetes ou pressão alta. Nesses casos, você precisa prestar atenção especial à sua dieta.

Deve haver pelo menos seis refeições por dia – café da manhã, almoço e jantar, com lanches entre elas. Verifique se as refeições são preparadas por um nutricionista.

O estabelecimento deve aderir a normas de higiene e rotina adequadas para garantir a limpeza, reduzir o risco de contaminação e preparar adequadamente os alimentos.

6. Verifique as operações de acesso

Visitar um idoso em uma casa de repouso é importante para manter os vínculos afetivos, diminuir a saudade e garantir que ele receba os devidos cuidados.

Portanto, antes de institucionalizá-lo, é fundamental entender como funciona a rotina de visitação – o horário, o número de dias permitidos, a frequência da semana e o número de visitas permitidas.

Quantas pessoas vivem em casas de repouso

Ainda não há dados concretos sobre quantas pessoas vivem em casas de repouso.

De acordo com a última pesquisa realizada pelo IPEA (Instituto de Economia) existem mais de 83 mil idosos com mais de 60 anos em asilos. A maioria está relacionada a redes de caridade.

A previsão é que dentro de 10 anos a procura por casas de repouso aumente expressivamente, pois, o número de pessoas com idade mais avançada, a partir de 60 anos aumentou 41% em toda população. Contudo, o número de casas de repouso ainda são bem pequenas para atender a toda demanda existente, sendo uma problemática já discutida pelos órgãos cabíveis.

As casas de repouso, ou asilos, retiros, casa de acolhimento, nomes pelo quais também são conhecidos esse tipo de serviço, estão sendo cada dia mais procurados Principalmente pela classe média alta, que possui condições de arcar com as despesas que nem sempre são tão acessíveis a todos.

Lidando com a culpa

Muitas vezes, os cuidadores sentem remorso, culpa, medo e até alívio após a internação do idoso em uma casa de repouso. Mas esta decisão envolve questões muito individuais.

De acordo com especialistas, os cuidadores precisam lembrar que os abrigos estão tomando decisões justamente para que todos se sintam melhor e que os idosos recebam os cuidados adequados.

Após esse período de adaptação à mudança, é importante que o cuidador possa retomar as atividades e rotinas que fazia antes, o que o deixa feliz. Mesmo assim, se houver dificuldades, o apoio psicológico pode ajudar no processo.

Vale ressaltar que a reabilitação de idosos envolve mais do que uma gama de profissionais especializados, instalações confortáveis ​​e cuidados médicos permanentes.

Mesmo que não esteja na mesma casa, ele precisa se sentir necessário e envolvido no cotidiano da família. Como ele se sente terá um grande impacto quando ele começar sua reabilitação e sua evolução.

Sem o apoio dos entes queridos, os idosos podem se sentir desencorajados a se envolver em atividades que os ajudem a superar seus limites. Durante esses momentos, seu estado emocional é tão importante quanto seu estado físico, e sua família desempenha um papel fundamental nisso.

Desta forma, o papel dos lares de idosos na reabilitação do idoso não exclui o papel da família e as suas responsabilidades para com o idoso.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.